agora és a minha realidade



Era uma vez uma rapariga  de nome Maria, que tinha 19 anos e que relembrava muitas vezes os seus tempos de escola. Ela adormecia a pensar num rapaz chamado Duarte que sempre lhe foi muito chegado. De manhã, ela recebeu uma mensagem que dizia:
Duarte: 'Eu devia-te ter agarrado naquele momento, não te devia ter deixado fugir princesa. Deixa-me agora que estou realmente ciente do que eu quero, beijar-te e agarrar-te para não te deixar fugir. Deixas?', - ela nem queria acreditar, nem queria acreditar que ele também se tinha arrependido do que não tinha feito, mas acabou por responder à mensagem
Maria: 'Sabes onde eu moro. Fico à tua espera sentada lá no túnel. Por favor não te arrependas no caminho.'
D: 'Espera por mim estou aí em 5 minutos.'
Passaram 3 minutos e ele já tinha estacionado o carro. Ele olhou para todos os lados mas não a via em lado nenhum. Então decidiu mandar-lhe uma mensagem:
Duarte: 'Não te vejo'
Maria: 'O que os olhos não vêem, vê o coração. Olha melhor.'
Ele fez o que ela disse, olhou melhor e lá estava ela sentada no túnel, tal como tinha dito. Ela estava nervosa e a tremer, sentia aquelas tão faladas borboletas na barriga. Então ele chegou ao pé dela, e ajudou-a a levantar, e conforme a puxou ficaram muito perto um do outro, ela rapidamente se afastou, e ele agarrou-lhe a mão.
Duarte: Já tinha saudades de estar contigo, já tinha saudades de olhar para ti e sentir-te tão perto de mim. Estás cada vez mais bonita.
Maria: Eu também já tinha imensas saudades tuas, já não nos víamos à tanto tempo, mas principalmente tinha saudades de sentir a tua mão a agarrar a minha. - Ela estava a tremer e sentia as pernas fracas, e quase a cair.
Duarte: Não precisas de estar assim tão nervosa, eu não te vou fazer nada que tu não querias.
Maria: Eu sei disso, mas estar de novo ao teu lado, deixa-me assim sem forças e a tremer.
Duarte: E isso é bom?
Maria: É melhor que bom, é óptimo. Mas tu não estás nada nervoso?
Duarte: Claro que estou, mas não quero dar a entender, mas agora tu já sabes, portanto não tenho nada a esconder.
Maria: Ah, então isso é bom sinal acho eu.
Duarte: É óbvio que é bom sinal, porque se assim não fosse eu estava aqui apenas para te comer, mas não estou. Estou aqui para remendar o meu erro e secalhar fazer de ti a mulher mais feliz do mundo.
Maria: Não sei como o poderás fazer. Podes dizer-me como me podes deixar assim?
Duarte: Eu não te vou dizer, vou-te mostrar como é que o vou fazer agora mesmo.
Maria: Mas.... - Ele interrompeu-a, e beijou-a como se não houvesse amanhã e ela cada vez sentia mais o que ele queria dizer, de como a fazer a mulher mais feliz do mundo.
Duarte: Isto foi só uma amostra do que eu te quero fazer, de como te vou fazer feliz. 
Maria: Espero que venha muito mais do pouco que me mostras-te agora.
Duarte: Mas tenho-te a dizer que senti nos teus lábios, no teu corpo o quanto tu estás nervosa, mas gostei muito. Eu só quero tornar realidade o que para mim foi um sonho, em realidade.
Maria: E tornas-te realidade o teu sonho?
Duarte: Sim finalmente tornei.
Maria: Também tornaste o meu sonho realidade.
Eles abraçaram-se com imensa força e com um enorme sentimento. Ele muito baixinho disse-lhe ao ouvido:
Duarte: Maria, eu gosto de ti, eu quero que sejas minha e de mais ninguém. - E deu-lhe um beijo na bochecha
Maria: Duarte, eu também gosto de ti, eu já sou um pouco tua, se me quiseres por completo é só pedires.
Duarte afastou-se de Maria, e gritou 
Duarte: Maria, queres ser minha, daqui em diante? - Maria nem queria acreditar, e começou a chorar de felicidade, do quanto ele naquele momento a tinha feito feliz.
Maria: Eu quero, e mais uma coisa, já me deixas-te a mulher mais feliz do mundo, neste instante.
Duarte puxou-a para ele, agarrou-a e beijou-a intensamente.


continua...

22 comentários:

  1. está completamente lindo, nem sei o q possa dizer, amei completamente, até me vieram lágrimas aos olhos. *o*

    ResponderEliminar
  2. amei! não consigo arranjar palavras, mesmo :o

    ResponderEliminar
  3. eu ontem estive a ver. 1 mês é 400 e tal euros, mas sem alojamento e isso.

    ResponderEliminar
  4. o alojamento em cada cidade, fora a comida e o resto.
    fica caro.

    ResponderEliminar
  5. ow, muito obrigada princesa! :D
    fico feliz por seguires.
    adorei o post, sigo também*

    ResponderEliminar
  6. sim há, mas ñ é a mesma coisa.
    existem vários tipos.

    ResponderEliminar
  7. LINDOOO ♥♥♥
    juroo, ja tinha saudades de ler estes textos teus Martinha. deixas-me sem palavras

    ResponderEliminar